"O que escrevo aqui não são simples desvaneios. Sou uma mulher do meu tempo e dele quero dar testemunho do jeito que posso: soltando minhas fantasias ou escrevendo sobre dor e perplexidade, contradição e grandeza: sobre doença e morte. Lamentando a palavra na hora errada e o silêncio na hora em que teria sido melhor falar."


Degustem!
Ocorreu um erro neste gadget

F5

“Vigie seus pensamentos pois eles se tornarão palavras.Vigie suas palavras pois elas se tornarão atos.Vigie seus atos pois eles se tornarão hábitos.Vigie seus hábitos pois eles se tornarão seu caráter.Vigie seu caráter pois ele será seu destino.”
Mahatma Gandhi

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Hoje livre sou.

Bom dia!



Nesta manhã de primavera em outubro, venho com enorme satisfação postar...Passou tão rápido três meses, que foram exclusivamente dedicados a pessoa que me tornou um ser melhor neste mundo, meu filho, Benício. Em um outro tempo vou contar-lhes como foi a experiência do parto e outras por mim vividas.

Esse mesmo tempo, que em alguns momentos me parece passar tão rápido, em outros momentos, parece não passar...
Dores são assim: Tem a intensidade que decidimos que elas tenham.E descobrimos que o melhor de tudo é doar amor.Doar mesmo, doar...não pedir nada, nada mesmo, em troca. Apenas doar...sem nem olhar a quantidade. Tudo se torna mais forte, mas capaz.

Presença forte em mim, eu posso dizer: habitas aqui
Porque escravo eu fui e hoje eu sou mais livre aos teus pés
Sentido na vida a minh’alma encontrou
Tua mão poderosa veio e me levantou
Agora eu posso declarar
Hoje livre sou
Tenho sede da tua graça, cada dia mais
Sou mais forte e vou mais longe quando aqui estás
Com palavras de amor te adoro, Senhor
Hoje livre sou
Meu tesouro, minha herança, meu Supremo Bem
Nem tribulações nem dor podem nos separar
E jamais irão romper o que o amor selou
Hoje livre sou

quinta-feira, 8 de julho de 2010

São nove meses...

Certamente a minha missão de abrigar e nutrir o feto, meu filho, está chegando ao final. Foram nove meses de vivendo tantos momentos novos, são emoções que jamais imaginei viver. " A vida é exatamente uma caixinha de surpresas"..rsrs. Como aprendemos a amar de uma maneira tão especial, todas aquelas dúvidas que me cercavam durante o começo, não fazem mais sentido agora, é tudo especial, as vezes temos medo de não conseguir, nada mais natural, já que que a tarefa é tão grandiosa, mas Deus, em sua infinita sabedoria, dá força, e nos faz realizar."Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe, só levo a certeza de que muito pouco eu sei, que eu nada sei..."Mas é delicioso como aprendemos, e aprendemos depressa, e não podemos pensar na possibilidade do erro, e sim em fazer o certo. Dentro de alguns dias ele virá ao mundo, e começará um novo tempo...seja bem vindo Benício! A mamãe te ama!


Tá no meu paladar


Tá no meu olhar, olhando

Seu amor, meu amor

Fica latejando em mim...



Tá no meu coração

Na luz do luar, luando

Fui me entregando

Dessa vez me pegou

Nunca foi tão bom assim...



Quando não tô legal

Se estou mal eu te chamo

Quando me sinto em paz

Eu te amo, te amo

Tô afim de ficar com você

Mais uns 200 anos...



Venha cá me ninar

Vem dizer que me ama

Na vida, na morte

Na dor...

E a minha alma te chama...



Ah! Eu adoro amar você

Como eu te quero

Eu jamais quis

Você me faz sonhar

Me faz realizar

Me faz crescer

Me faz feliz

O amor que existe

Entre nós dois

É tudo que eu sonhei

Prá mim


Amor que não tem fim!

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Algumas relevãncias...

Tudo tem passado tão rápido, tem tanta coisa acontecendo, tanta gente, tanto sentimento. Dias desses eu não me imaginava com nem 1/3 do que tenho e vivo hoje, não somente a maternidade, há várias outras coisas que me rodeiam também. A gente descobre que nada continua tendo mais valor que preservar o meio ambiente e cuidar da saúde. Celebremos a vida minha gente! Passa tão rápido e a chance de nem percebermos é enorme. Vemos que, o que nos importa de verdade são as pessoas que temos, como as temos. Existe uma pessoa muito especial que já não está mais entre nós, a Paulinha, que sempre fez questão de ser feliz a qualquer custo e a qualquer hora.

Hoje tenho passado mais tempo transformando o pouco, e protegendo o pequeno e frágil. Benício agora já tem seis meses de vida intrauterina, e eu posso dizer a esta altura do campeonato, que ser mãe é, e será a melhor coisa que aconteceu na minha vida, que não me sinto assustada com a talvez impossibilidade de não concretizar muitos sonhos materiais dele, mas me preocupo com a missão de educá-lo, de formar um caracter. Mas eu me sinto aliviada com tanto beijos, cheiros, abraços e pedido de colo que temos por estarmos neste lugar.

sábado, 17 de abril de 2010

"Paradoxo do Nosso Tempo "

George Carlin






"Nos Falamos demais, amamos Raramente, odiamos Freqüentemente.






bebemos demais Nós, gastamos sem Critérios.


Rápido demais Dirigimos, Ficamos acordados Até Muito Mais tarde, acordamos cansados Muito, Muito lemos pouco, assistimos TV demais, perdemos tempo demais em Relações Virtuais, e Raramente Estamos Quem amamos com.






Multiplicamos Nossos Bens, Valores Mas reduzimos Nossos.






Aprendemos um sobreviver, Mas não um viver;










Adicionamos anos à Vida e Não Vida Nossa EAo Nossos anos.


Fomos à Lua e Voltamos, temos Mas cruzar Dificuldade em uma rua e hum abençoar novo Vizinho.


Conquistamos o espaço, Mas não o Nosso Próprio.






Fizemos muitas Coisas Maiores, melhores Mas pouquíssimas.


Limpamos o ar, poluímos Mas uma alma; dominamos o átomo,


Mas não Nosso preconceito;


Mais escrevemos aprendemos, Menos MSC;


Mais planejamos Realizamos, Menos MAS.


Aprendemos uma apressar nsa E não Esperar um.


Construímos Mais Computadores parágrafo armazenar Mais Informação, cópias Produzir Mais do Que Nunca, Mas nsa Comunicamos Menos CADA Vez.






Estamos era nd Digestão lenta do 'fast-food' da e;


do Grande Homem, de Caráter pequeno;


lucros acentuados e Relações vazias.






Essa É uma época de Dois EMPREGOS,


Vários divórcios,


casas chiques e lares despedaçados.


Essa É A era das Rapidas Viagens,


fraldas descartáveis e moral,


Rapidinhas das CEREBROS, Ocos dos


e das pílulas 'mágicas'.


Um Momento de Muita Coisa vitrine e nd


Muito Pouco nd dispensa.






Lembre-se de como Passar tempo com Pessoas Que ama, POIs Elas não estarão Aqui Para sempre.






Lembre-se dar UM abraço carinhoso em SEUS pais, amigo num, POIs Não Custa Sequer LHE UM centavo.






amo lembre-se dizer de 'eu te' A SUA companheira (o) e As Pessoas Que ama, mas, em Primeiro Lugar, se ame.


Um beijo e abraço curam a, um dor, QUANDO VEM de lá de dentro.


Por isso, valorizar a família SUA, SEUS amores, amigos SEUS,


uma Pessoa que te ama,


e, Aquelas Que Estão os


semper lado Seu AO ".






Vídeos

Loading...